Enogastronomia, vinho //

A tradição de fazer vinho… em casa!

Texto e fotografias M. Cristina Recchia

 

 

Aqui na Itália, nos meses de setembro e outubro é o período da vendemmia, ou seja, a época da colheita das uvas para o preparo do vinho.
Neste texto vou mostrar a minha visita na casa do Sr. Vincenzo, um morador de Polignano a Mare (que não quis ser fotografado) que segue a tradição de produzir seu próprio vinho!

 

 

O Sr. Vincenzo conserva o vinho dele em um porão construído no subsolo da sua casa e os galões não são poucos. Ele me disse que ajudava seu pai, desde criança, a fazer vinho e hoje este senhor tão disponível tem mais de 70 anos e a sua vinha, no quintal da sua casa, possui mais de 20 anos.

 

 

Não consegui acompanhar todo o processo, ficou faltando a colheita e a uva sendo esmagada.

 

 

Mesmo assim fui encontrá-lo numa manhã de terça-feira e a uva já estava esmagada desde o sábado,  portanto, haviam passados 4 dias e o suco já estava em processo de fermentação e com a temperatura ideal para ser, literalmente, filtrada e conservada em grandes garrafões até o momento apropriado.

A uva foi esmagada com ajuda de um maquinário (foto a seguir) e colocada dentro um grande recipiente (foto acima).

 

 

A uva esmagada era recolhida pela esposa do Sr. Vincenzo e ele passava para uma prensa de madeira onde era esmagada e filtrada liberando todo o suco de uva. Um processo manual muito lento que eles fazem com tanta satisfação.

 

 

O perfume de vinho que se sentia era impressionante!

 

 

Eu experimentei o suco de uva em fermentação e dos 3 goles que dei parecia que tinha tomado quase uma garrafa de tão forte. Sua cor e seu perfume eram intensos.

 

 

Para finalizar, o sr. Vincenzo colocou algumas madeiras por cima do esmagador a fim de esmagar ainda mais as uvas e recolher mais suco.

 

 

Depois de filtrar, o vinho será colocado nos galões de vidro e levado até o subsolo onde deverá continuar com o processo de fermentação por aproximadamente 2 meses e antes de ser consumido será analisado em laboratório e se for aprovado em todos requisitos estará pronto.

Se o resultado do laboratório apresentar algum valor que seja irregular, então é necessário avaliar qual o melhor procedimento para melhorar seu sabor.

Produzir vinho, mesmo para consumo próprio é um trabalho difícil que requer muita paciência e anos de aprendizado. Eu tentei resumir aqui, com palavras muito simples, um processo caseiro e  artesanal de uma tradição que ainda vive em muitos italianos.

Sinceramente, passar a manhã com este casal de italianos que conservam essa tradição que julgo ser tão nobre, foi uma experiência maravilhosa.

Para quem tem planos de visitar a Puglia eu recomendo visitar uma das tantas cantinas da região e conhecer de perto todo o procedimento e se encantar com a degustação.

Para ter indicações de algumas vinícolas escreva para info@vemprapuglia.com

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *