Enogastronomia, vinho //

A história do “Five Roses”

Testo e fotografias de M. Cristina Recchia

 

Todo dia é dia de degustar um bom vinho, não é?

Em 2019, um colecionador de vinhos me procurou pedindo ajuda para montar um roteiro enogastronômico pela Puglia.

Ele já tinha o nome de algumas vinícolas e me pediu sugestões de outras. A idéia era visitar de 2 a 3 vinícolas por dia, excluindo o domingo.

Nos dias que ele esteve na Puglia, ele frequentou muitos restaurantes (escolhidos a dedo) que tinham a opção de degustação de vinhos e foi em um restaurante em Lecce que o sommelier que o atendeu apresentou o “Five Roses”.

A grande surpresa foi ter apreciado um vinho sem conhecer o seu produtor.

O Five Roses tem uma história muito interessante. É um dos vinhos mais conhecidos da Leone de Castris, produtor histórico de vinhos desde 1665.

A cantina, localizada na Península do Salento, iniciou a engarrafar sua produção de vinhos em 1925 tornando-se a primeira cantina da Itália a comercializar vinhos.

O Five Rose é um vinho tradicional de uvas Negroamaro e Malvasia nera, típicas do Salento. Apresenta uma cor rosada, sabor seco e aveludado.

O interessante deste vinho é que seu nome nasceu no final da guerra, quando un General das forças aliadas pediu um grande abastecimento de vinho rosado com nome americano.

Depois de conhecer essa história, obviamente, provei e gostei muito do Five Rose que pode ser harmonizado com pratos a base de peixe e carne branca.
Deve ser servido com a temperatura de 10-12° C.

Espero que tenham gostado de mais esta dica do nosso blog!

Se você tem planos de conhecer a Puglia, o Vem pra Puglia pode organizar sua viagem! Escreva-nos e solicite maiores informações.

Acompanhe nossas redes sociais: Facebook, Instagram e YouTube.

Saluti da Polignano a Mare e até o próximo post!30

One thought on “A história do “Five Roses”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *