roteiros //

Roteiro de 3 dias: Polignano a Mare, Alberobello, Grotte di Castellana, praia e muito sol!!!

Texto e fotos de Cristiane Alves

A Cristiane é minha amiga há muitos anos e ela incluiu 3 dias na Puglia em meio a uma viagem de 15 dias para Portugal. A nossa maior dificuldade para organizarmos os dias dela aqui foi porque não havia muita disponibilidade de voos que chegavam e partiam de Bari para Portugal. Nosso grande desafio foi tentar nestes 3 dias: conhecer as tradições da Puglia, aproveitar o mar, conhecer os pontos turísticos mais importantes e passarmos um pouquinho do nosso tempo juntas. O que nos favoreceu foi sem dúvida ela ter vindo em julho porque neste período a claridade do dia dura mais o que nos ajudou a aproveitar mais o pouco tempo disponível.
Preparei um roteiro básico incluindo as cidades de Polignano, Monopoli, Conversano, Grotte di Castellana e Alberobello mas no final , ela excluiu Monopoli e Conversano para fazer o passeio de pedalinho pela costa de Polignano e para visitar o “mercato” uma feira ao ar livre, também em Polignano. Mas foi tudo perfeito do mesmo jeito! Confira o roteiro escolhido por ela e a descrição da sua viagem.

 

 

“Em julho de 2018 decidimos fazer nossa primeira viagem à Europa em família. O destino foi Portugal, que é o berço do lado paterno da família do meu marido.

Como estávamos “relativamente” perto, decidimos incluir no roteiro 3 dias na região da Puglia, onde nosso maior objetivo era rever minha grande amiga Cristina, autora do blog “Vem pra Puglia”. Sabiamos que tinhamos pouco tempo e nosso roteiro, mesmo curto, incluia cidades e lugares interessantes.

Conheci a Cristina no colégio e foi amor à primeira vista! Nos tornamos mais que amigas, somos irmãs de coração. Com o tempo chegou a maturidade,  a Cristina se casou e hoje mora na linda Polignano a Mare com sua família e eu também tenho minha família aqui no outro lado do oceano!

Conseguimos um voo que faria Lisboa/Roma/Bari e chegamos em Bari numa uma segunda-feira a noite e com alguns inconvenientes na viagem como: vôo atrasado, mala quebrada e problemas com aluguel do carro, mas tudo isso não tirou nossa alegria em rever a Cristina e sua família.

Uma observação muito importante é que o nosso vôo atrasou e eu teria que ter avisado a empresa que havia alugado o carro, a Sicily by Car,  do meu atraso e não o fiz. Conclusão: chegamos no aeroporto do Bari depois das 23 horas e a loja onde eu deveria retirar o carro já estava fechada. Não tínhamos outra alternativa senão alugar um outro carro e por sorte a Hertz ainda estava aberta e nos ajudou a encontrar uma solução rapidamente. Infelizmente… acabei perdendo o dinheiro que já havia pago para o aluguel do carro com a outra empresa.

Resolvido o problema com o aluguel do carro, nos dirigimos diretamente para Polignano a Mare. Só queríamos um bom chuveiro quente e uma cama confortável para descansar, desejo esse que foi atendido com louvor no B&B Antica Pietra indicado pela Cris. Adoramos tudo: conforto, decoração e limpeza!

 

 

Já no primeiro dia pela manhã, nos encontramos com a Cris cedinho e fomos passear a pé pelo encantador centro histórico de Polignano a Mare que fica a 500m do nosso B&B. Já nos primeiro minutos de passeio nos encantamos pela vista da simpática ponte onde, de um lado é possível ver  a praia de Cala Porto, um cartão postal que eu já tinha visto nas fotos no blog da Cris, mas pessoalmente é de tirar o folego,  e do outro lado uma bela vista para uma Ponte Romana, a Ponte Lama Monachile. Durante nossa caminhada entre uma paisagem e outra pela costa do Adriático, paramos para tomar um sorvete e é claro tirar uma foto com Domenico Modugno que nos recebeu de braços abertos!

 

 

O centro histórico é apaixonante. É delicioso se perder pelas pequenas ruelas de sobradinhos brancos e seus poemas escritos em portas, janelas, paredes ou escadas, a cada esquina nos deparávamos com um cenário mais lindo que o outro ou com terraços panorâmicos que nos presenteavam com diferentes vistas do mar Adriático, simplesmente encantador.

 

 

 

Depois de um lanche rápido em Polignano, a tarde fomos conhecer Alberobello, a cidade das casinhas de pedras brancas com telhados em formato de cone chamadas de Trulli, a arquitetura de tradição milenar é impressionante, cheia de significados. Ficamos horas passeando e tirando fotos  por lá. Visitamos o Trullo Sovrano, os Trulli Siameses, subimos no terraço de um dos Trulli e a vista por cima dos telhados é impressionante, ainda deu tempo de passar rapidamente pela Casa D’Amore, e pela igreja de Cosme e Damião. Durante todo o passeio a Cris nos contava sobre a história daquele lugar enigmático de características únicas, que parece até que saiu de um conto de fadas!

 

 

 

Quando voltamos para casa já era noite e o calor intenso nos deixou bem cansados por isso fomos obrigados a nos recolher mais cedo e na manhã seguinte nos aventuramos sozinhos para a Grotte de Castellana!

Podíamos escolher entre o passeio curto e o longo, escolhemos o caminho longo de 3 km que dura em média 2 horas.  Não dá nem para sentir o tempo passar com tamanha beleza daquele lugar, minha filha Duda se impressionou ao ver pessoalmente as formações de estalactites e estalagmites, o que até então ela só conhecia nas aulas de geografia! Aliás, todos nós ficamos impressionados com o que a natureza é capaz de fazer, são verdadeiros monumentos naturais é incrível presenciar a beleza de como o tempo é capaz de transformar e criar imagens tão lindas. A partir da primeira caverna, infelizmente não é possível tirar fotos, ou felizmente já que durante todo o trajeto nossa atenção estava voltada para toda aquela beleza, percebendo cada mudança de cor entre uma caverna e outra. É sem dúvida um passeio imperdível.

 

 

No segundo dia à tarde fomos presenteados pelo Battista, marido da Cristina, com um lindo passeio de pedalinho. Partimos da graciosa prainha de Cala Paura, em Polignano, e enquanto aguardávamos nosso pedalinho ficamos admirando a praia, abismados com algumas pessoas saltando das falésias.

 

 

O passeio de pedalinho é um sonho, nos permite ter uma vista privilegiada da cidade de Polignano a Mare, do restaurante Grotta Palazzese que funciona dentro de uma gruta, das várias praias e de mais gente pulando das falésias, é incrível, ficamos impressionados!  Embora o mar estava um pouco agitado, conseguimos entrar  em algumas grutas e ficamos maravilhados com a beleza dentro delas, a Duda e o Werner até se aventuraram em nadar dentro de uma das grutas, mas eu preferi  ficar quietinha só admirando e fotografando a alegria deles! A propósito, esse passeio me rendeu fotos lindíssimas!

Seguimos para San Vito para visitar a “Abbazia di San Vito” e em seguida acompanhamos o por do sol através de uma longa caminhada no calçadão de Lungomare Ardito, um passeio lindíssimo com uma vista de tirar o folego!!!

 

 

 

A noite, reunimos as famílias para comer uma pizza no “La Rustica” uma pizzaria em plena praça pública, a sensação de comer em um restaurante a céu aberto é incrível, enquanto os adultos estão na mesa conversando e bebericando, as crianças ficam correndo e brincando livremente na praça e arredores na maior tranquilidade. Situação invejável para nós brasileiros! Foi também nessa noite que tomamos o melhor sorvete das nossas vidas!

 

 

Nosso terceiro e último dia em Polignano a Mare foi para relaxar. Decidimos visitar pela manhã a feira que, sinceramente, é uma festa para homens e mulheres, tem de tudo! Aproveitei para comprar uma mala nova, já que a minha tinha quebrado, e mais outras coisinhas.  E depois de admirar tantas praias lindas chegou a hora de curtir uma delas e a Cris sugeriu a praia de Molo, e como sempre, sugestão dada pela Cris é satisfação garantida, a praia é uma gracinha, com mar calmo que é ótimo para crianças! Como é possível ver, nesta praia tinha muitas algas que o mar agitado trouxe para a areia mas não nos impediu de passamos um dia muito agradável!

 

 

 

Em nossa noite de despedida, estavámos exaustos e ainda tinhamos que arrumar as malas porque no dia seguinte teriamos que estar as 7 horas da manhã no aeroporto. Teriamos que devolver inclusive o carro. Então decidimos fazer  um passeio rápido por Polignano e saborear  comidas típicas como o Panzerotto e a focaccia pugliese, sem contar o sorvete!!!  Meu Deus!!! Como a culinária Italiana é maravilhosa…

 

 

 

 

Ainda tinha muitos lugares para visitar, e nossa estada em Polignano a Mare acabou com gostinho de quero mais! Seguimos nossa viagem para Portugal, levando esse pedacinho da Itália nos nossos corações!”

Infelizmente tive muito pouco tempo para curtir minha querida amiga e sua família com a promessa que eles voltarão para podermos passar  mais tempo juntos e aproveitar para conhecer outras cidades da Puglia. Obrigada minha amiga Cristiane pelo seu depoimento!

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *