Itinerários //

TORRE DELL’ORSO E SANT’ANDREA

Texto e fotografia de Maria Cristina Recchia

 

A segunda etapa das minhas férias, depois de conhecer a “Grotta della Poesia”, foi conhecer o balneário de “Torre dell’Orso” localizado na Marina di Melendugno, no Salento, província de Lecce. É assim chamada por causa da presença de uma Torre de avistamento construída no século XVI.

A minha idéia era a de conhecer de perto os “faraglioni” (rochas em meio ao mar) conhecidos como “Le due Sorelle”.

Começamos pelo norte de Torre dell’Orso que me fez sentir em casa. Suas altas falésias se assemelhevam um pouco com as de Polignano a Mar. Embora as rochas possuam tons mais esbranquiçados, o verde-esmeralda do mar enchiam nossos os olhos de beleza.

 

 

 

O tempo chuvoso e o mar um pouco agitado me fizeram descartar, imediatamente, um passeio de barco, então me restou uma bela caminhada ao longo da costa. Mas devo admitir que uma coisa me intrigava muito… porque não era possível avistar os “faraglioni”? Mas depois descobri que da parte norte eu não conseguia vê-los porque de longe eles se misturavam com as falésias.

Passamos pelo centrinho da cidade que nos fez sentir numa cidadezinha praiana com muitos jovens e turistas passeando pelas ruas num final de tarde em tempos de verão com suas sorveterias, cafés lotados, muitos restaurantes, obviamente, de frutos do mar e peixes e muitos resorts, b&b’s e casas para turistas.

Pegamos o carro e seguimos em direção ao sul e assim que passamos pelo centrinho e por um bosque avistamos a entrada para os “faraglioni Due Sorelle”.

O trajeto que pegamos era composto por árvores de pinhos silvestres por todos os lados. O perfume que eles emanavam com a terra molhada era muito agradável mas percorrendo um caminho mais curto que dava para o alto da falésia a paisagem que se via de lá era algo surpreendente!

 

 

 

 

Deixamos o carro estacionado numa parte reservada para estacionamento e seguimos as indicações percorrendo uma trilha, talvez de 100 a 200 metros até avistarmos os “faraglioni Due Sorelle”.

 

 

Lá o mar era mais calmo e o tom cinza do céu dava ao verde-esmeralda do mar uma beleza extraordinaria!

 

 

Continuamos a caminhar pela beira da falésia por uma trilha e a paisagem se transformava com pequenos detalhes: o bosque com pinhos, a praia, o mar e as falésias.

 

 

O que mais chama a atenção de Torre Dell’Orso são as 2 rochas semelhantes e pròximas em forma de torre no meio do mar e que são chamadas de “Le due Sorelle”. Uma lenda narra que duas irmãs decidiram fugir do trabalho duro da terra e do calor tórrido procurando abrigo no rochedo de Torre dell’Orso. Uma delas encantada pela beleza do lugar acabou caindo no mar e sua irmã na tentativa de salvá-la também se jogou mas ambas não conseguiram sobreviver e a compaixão dos Deuses por elas os fez erguerem duas rochas.

 

 

 

Decidimos então, contar com a melhora do tempo e voltar na manhã seguinte para um mergulho naquela praia maravilhosa e, embora o tempo não nos tenha favorecido, descemos até a praia de areia muito macia e nos deliciamos, mesmo por pouco tempo, daquela água cristalina.

Bares e restaurantes alugam guarda-sóis e espreguiçadeiras (por um preço salgado) e oferecem serviços  como passeios de barcos,  caiaques e o divertido passeio com banana boat.

 

Uma grande gruta era meta de muitas pessoas que caminhavam pela praia e que infelizmente não possível conhecer,  mas não faltará ocasião para retornarmos nesse lugar maravilhoso, com mais tempo para   explorar ao máximo tudo o que ele oferece .

 

 

Posso dizer que é um lugar realmente fascinante e merecedor da Bandeira Blu da Europa pela sua água cristalina. Espero poder voltar (mas num dia de muito sol) para curtir sem pressa esse lugar íncrivel!

Minha dica para quem visitar Torre Dell’Orso é ir de carro por ser mais confortável. É possível chegar a Torre Dell’Orso com transporte público saindo de Lecce Linha 101.

Numa distância de aproximadamente 1 km de Torre Dell’Orso encontra-se os “faraglioni di Sant’Andrea” um outro balneário pertencente a Marina di Melendugno imperdível.

 

 

A foto a seguir foi tirada pela minha amiga Ana Venticinque do blog Vou pra Roma exclusivamente para Vem pra Puglia, pois na minha visita a Sant’Andrea , infelizmente, começou a chover o que me impossibilitou de registrar a beleza desse lugar. (Obrigada Ana!)

 

 

Outra dica é que Torre Dell’Orso é distante de Otranto em aproximadamente 20 km e vale a pena conhecer. Veja nos roteiros citados no “Espaço do Leitor” .

Otranto é um dos símbolos do Salento e da Puglia. Rica em história, arte, beleza, gastronomia e vinhos portanto não pode faltar no roteiro de quem quer conhecer a maravilhosa Puglia.

 

 

2 thoughts on “TORRE DELL’ORSO E SANT’ANDREA

  1. Olá.
    Estou indo para a Puglia em Setembro. Pode me dizer se nessa época (á partir de 07/09) as águas do mar são agradáveis, ou são mais frias?
    Obrigado, e parabéns pelo blog!

    1. Olá Marconi Ribeiro!!! Muito obrigada por visitar o blog e fico muito feliz que você tenha gostado! No ano passado fui em setembro, nessa mesma data que você mencionou e embora o tempo não tenha ajudado, porque choveu muito, a temperatura da água era excelente! Espero que você tenha sorte e encontre muito sol porque será 100% de certeza que o mar será perfeito

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *