Itinerários //

CONVERSANO: Uma cidade de história, arte e cerejas

Texto e fotografia de Cristina Recchia

 

Escrever sobre Conversano, é descrever uma  cidade antiguíssima e charmosa , situada sob uma colina, rica de história e arte!

Localizada a 10 km de Polignano a Mare e a 42 km de Bari, Conversano , também, faz fronteiras com Molla di Bari, Castellana Grotte, Putignano, Turi e Rutigliano.

Possui  26.000 habitantes e ,em 2011, recebeu o titulo de Cittá (cidade) sendo hoje sede do vescovado da diocesi di Conversano-Monopoli. A Santa padroeira desta cidade é Maria SS. Della Fonte cuja homenagem  é anualmente realizada no  4º domingo de maio com uma grande festa.

Possui um terreno fértil e um excelente clima  para  atividade econômia agrícola de produtos como: amêndoas, oliveiras, uvas mas , particularmente, as cerejas.

A colheita das cerejas é feita entre abril e junho e é possível saborear os mais variados tipos de cerejas. Todo ano, em junho, a cidade promove a “Sagra delle Ciligie” (Festa da Cereja) atraindo muitos turistas de várias regiões.

A cidade de Conversano surgiu na idade do ferro (VIII-VI A.C.) e era chamada de Norba. Foi sede da população Japigi e Peuceti e, devido à sua localização , foi beneficiada com grande crescimento econômico o que ajudou esta cidade a fazer parte do Império Romano.

 

 

 

Mas com o declínio do Império Romano e com as invasões bárbaras, Norba desapareceu e , aproximadamente, no século V, surgiu o Casale Cupersanem, tornando-se um poderoso centro econômico, cultural e artístico na região da Puglia.

A cidade teve vários domínios mas em 1455 teve início a posse dos Condes de Acquaviva d’Aragona que foi  uma longa série de condes na história da cidade e que foram  marcados por duelos e combates.

A vida na cidade começa no centro histórico , onde se encontram três importantes monumentos: o Castelo de Conversano, a Catedral e o Mosteiro San Benedetto. O Castelo de Conversano, também conhecido como “Castello Aragonese” localiza-se no ponto mais alto da colina. Foi construído no ano de 1054, pelos Normandes,  em meio as muralhas com grandes blocos de pedras (que ainda são visíveis) sofrendo, ao longo dos séculos, modificações e reestruturações. Aproximadamente nos séculos XV e XVII, ainda como residência dos Condes Acquaviva foi um luxuoso alojamento para os grandes senhores daquele período.

 

  

 

O castelo, foi construído  com quatro ângulos, formados por quatro torres e no século XV, um dos Condes que lá comandavam, Giulio Antonio Acquaviva, ordenou a construção de uma torre cilíndrica que substituisse uma das quatro torres quadradas do castelo tornando-a desse modo, símbolo de Conversano.

 

 

Hoje, na parte no castelo que é, parcialmente, patrimônio da comuna, encontra-se a Pinacoteca Comunale, que  expõe, entre outras, grandes telas do pintor napoletano Paolo Domenico Finoglio, que retratam o ciclo de “Gerusalem Liberada”. Acompanhe o blog “Vem pra Puglia” para obter mais informações do “Polo Museale Museco” de Conversano.

Próximo ao castelo,  encontra-se outro monumento importante, a Catedral de Conversano, em estilo romanico pugliese e barroco. construída entre o final do século XI e o início do século XII d.C. dedicada a Santa Maria Assunta. Em 1911, um incêndio  destruiu completamente o seu interior e sua reconstrução foi finalizada em 1926.

 

 

Atrás da Catedral, encontra-se o Museo Arqueológico cercado de objetos como vasos, armaduras, armas, jóias que pertenciam a então, Norba.

O terceiro monumento de grande importância na cidade é o “Monastero di San Benedetto” , Mosteiro de San Benedetto,  fundado no século VII por monacos benedettini , representou grande poder na Itália até meados de  1806 quando Giuseppe Bonaparte aboliu o feudalismo e, com isso, 8 séculos de história do Casale Cupersanem. A igreja de San Benedetto, conserva, ainda hoje, a estrutura original dos muros na parte externa.

 

  

 

O centro de Conversano é caracterizado, também por outras igrejas, por muitos restaurantes e comércios típicos, bares, Hotéis, Bed&Breakfast, casas para férias e lojas. É possível alugar bicicletas no centro histórico.

 

 

No decorrer do ano a cidade organiza várias manifestações artistícas incluindo as feirinhas com seus quiosques de comidas e artesanatos tipicos.

Toda sexta-feira em Conversano, na via Turi, encontra-se a feira semanal, chamada de mercato settimanale,  com muitas barracas que, de um lado encontra-se alimentos que vão desde queijos e salames até as frutas, verduras e legumes.  Da outra parte do mercado  você poderá encontrar barracas com roupas, sapatos, artigos para casa e uma infinidade de artigos. Vale a pena conferir porque é , realmente, muito grande.

Pessoalmente, considero Conversano  uma cidade dinâmica e que valoriza muito o turismo, prova disso foi a disponibilidade que encontrei para obter informações tão preciosas para descrevê-las aqui. A minha dica é: Se você pretende organizar uma visita à Puglia, não deixe de incluir Conversano no seu roteiro e acompanhe o blog para ficar por dentro das datas festivas organizadas pelas cidades.

Acompanhe o blog “Vem pra Puglia” inclusive para ter maiores informações para a contratação de transfer.

 

Como chegar a Conversano:

De carro, a 42 km ao sudeste de Bari, através da SS16 , com saída para a Strada Provinciale 121 Conversano/Polignano a Polignano a Mare.

De Trem, estação Bari Sud Est, L1, para Martina Franca.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *